segunda-feira, 26 de julho de 2010

26 de julho – Dia da Avó

“A avó não tem direitos legais, mas oferece a sedução do romance e do imprevisto. Mora em outra casa.

Traz presentes. Faz coisas não programadas.

Leva a passear, "não ralha nunca". Deixa lambuzar de pirulito. Não tem a menor pretensão pedagógica.

Uma noite passada em sua casa é uma deliciosa fuga à rotina, tem todos os encantos de uma aventura.

Lá não há linha divisória entre o proibido e o permitido, antes uma maravilhosa subversão da disciplina. ”(Rachel de Queiroz)

Parabéns à todas as vovós.

O surgimento e criação dessa data foi em homenagem aos avós de Jesus Cristo, Joaquim e Ana, cujas pequenas informações aparecem no evangelho de Tiago. Registros históricos mencionam que em 1889, na cidade de Jerusalém, foram encontrados os túmulos onde Joaquim e Ana foram enterrados.

5552400371113_White_l1

Os avós surgem como uma força, um tesouro, e dentro de um quadro de insegurança, de uma importância vital para a felicidade e para o bem estar da família.
Muitas vezes, as antigas tradições e memórias da família podem ser compartilhados e transferidos para as novas gerações, certamente pela presença acolhedora dos avós. Um relacionamento amoroso entre avós e crianças ajuda a cultivar a confiança e uma auto-imagem positiva para a geração mais jovem. Como não lembrar as tradições familiares repassadas pelos avós. Os avós compartilham os seus valores, o que os pais, devido à configuração econômica de hoje, pela correria da vida, muitas vezes, não conseguem mais ter tempo para formar os filhos.
Os avós trazem o sentido da continuidade e da estabilidade numa sociedade onde os jovens convivem cotidianamente com o descartável e com a falta de compromisso e de palavra.
Pesquisa recente na França revela que dos cerca de sete milhões de avós, dois terços deles gastam mais da metade de seu tempo livre com os netos. Muitas crianças passam mais tempo com os avós do que com os próprios pais. Ora, isso revela, como amostragem, como hoje a presença viva dos avós na educação dos netos tem bastante vulto e ganha especial significado sociológico. No Brasil onde o envelhecimento da população caminha a passos largos o quadro não será diferente.
Uma segunda reflexão que fazemos neste dia dos avós é a questão do respeito aos idosos, e principalmente a sua acolhida no ambiente familiar. Os filhos devem propor às gerações mais novas uma atitude de sincero respeito pelos mais velhos. Assim, constrói-se um ambiente propicio à acolhida, ao carinho e desperta nos jovens sentimentos de bondade e de atenção em relação aos idosos.(http://www.oecumene.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=410881)

7 comentários:

Juliana Pires de Sousa disse...

Parabéns a todos os vovôs e vovós pelo seu dia!

Beijos

Anônimo disse...

Dilurdis

Retribuo os parabéns pelo Dia da avó.
Grande Raquel de Queiroz!Na casa da avó pode tudo.
Que quarteto lindo!
Bjs
Regina bernardes

Anônimo disse...

Ola Delma!!

Parabéns p vc e Euripedes pelo dia dos avós.
Que estes netos q tanto alegram, continuem fortes,com saúde e sapecas p q as vovós continuem babando por mto tempo.Bjs Sylvinha

MaReHuBi disse...

Parabéns pelo seu dia vovó Delma! Beijos dos netinhos franceses, Hugo e Bianca.

Anônimo disse...

DELMITA, Que lindo seu texto e o da Raquel(de Queiroz) integrados e bem arquitetados (mãe de arquiteto sabe arquitetar também!!!!) E... 5 netos em 2011! a família tá crescendo sempre linda, a forma é ótima! Agora um pedido: passe a receita!!!!
Beijos, Alcy

Anônimo disse...

Que bom ganhar mais um neto.
felicidades
Eunice Abib

Delma disse...

Obrigada, obrigada,obrigada!

Vcs são muito queridas!
Bjs