sábado, 2 de abril de 2011

Paracetamol (Tylenol) reprovado

 

Assista neste vídeo, entrevista do Dr. Renan Marino ao programa Opinião Cidade do Canal 16 de São José do Rio Preto, onde o médico homeopata fala sobre o que poderia ser feito para evitar tantos casos fatais atribuidos ao vírus da dengue.

Sobre o Paracetamol

…..“É muito, muito provável a re-entrada em nosso país do vírus da dengue tipo 4, já que casos estão sendo registrados em Boa Vista (Roraima). Como este tipo viral não circula entre nós há décadas, praticamente quase toda população brasileira é susceptível, isto é, não tem imunidade contra ele.
Para completar, o vírus tipo 1, dos mais agressivos entre os vírus da dengue, que havia se recolhido desde a década de 90, quando causou grave epidemia no Rio de Janeiro, voltou a registrar os primeiros casos  em outubro 2010 . Assim, devemos estar preparados, porque tudo indica que teremos pela frente uma epidemia de grandes proporções.
Prevenção das mortes:
Além dos cuidados habituais - acúmulo de lixo e água parada - é preciso considerar seriamente as medidas necessárias para não tornar graves os casos de dengue:
1- Repouso por 1 semana.
2- Dieta leve.
3- Ingestão abundante de líquidos: água, sucos, chás..
4- NÃO TOMAR NENHUMA MEDICAÇÃO QUE SEJA LESIVA AO FÍGADO, QUE É O RESPONSÁVEL PELA PRODUÇÃO DOS FATORES DE COAGULAÇÃO.
As autoridades médicas e de Saúde Pública não podem mais continuar ignorando que a dengue na verdade, é uma hepatite causada pelo vírus da dengue!
Devido a tudo isto, devemos fazer uso apenas da Dipirona para combater a febre e as dores no corpo, evitando a todo custo o Paracetamol, por se tratar de uma droga muito perigosa nos casos em que o fígado encontra-se inflamado.
Porque hoje sabemos que os pacientes que tomam o Paracetamol na Dengue, são exatamente os que apresentam os quadros graves, hemorrágicos, que evoluem para morte.
E é revoltante que nada seja feito em relação a isto”.
(Dr. Renan Marino)

 

Fonte: Dengue

2 comentários:

jaque depaulo disse...

Estava procurando por informações sobre paracetamol e me deparei com este blog. O paracetamol trata OS SINTOMAS da dengue (dor e frebre), pois não há tratamento específico para dengue, somente esperar que o organismo combata o vírus causador da doença. O paracetamol é seguro quando utilizado nas doses recomendadas (dosagem máxima de até 4g em 24h para adultos e 75mg/kg em 24h para crianças) para indivíduos que não possuem problemas hepáticos. Se for utilizado em quantidades acima dessa dosagem ele será prejudicial. A dengue pode evoluir para um comprometimento hepático, por isso é de vital importância que o curso da doença tenha acompanhamento médico. E somente ele pode prescrever paracetamol ou qualquer outro medicamento, após examinar o paciente, julgar seu estado de saúde e a necessidade do medicamento. Qualquer medicamento traz riscos, mas quando utilizado corretamente, o benefício será maior. Somente o profissional da saúde é capaz de fazer esta avaliação de risco versus benefício.

Delma disse...

Jaque, opiniões divergentes entre profissionais da saúde não são raras e o paciente, muitas vezes, fica sem saber a quem ouvir. Mas, esclarecimentos como o seu são necessários e oportunos. Obrigada